Cardápio

Uma pizza de muçarela, por favor!

Estranhou o título do artigo? “pizza de muçarela”. Você também não sabia? Pois é. Mas o que está dicionarizado é “muçarela”, “mozarela” e até “muzarela”. Nenhum verbete “mussarela” é encontrado nos dicionários, muito embora esteja em todos os outros lugares. Estranho, não é? Como é que deixaram “mussarela” de fora, se é uma palavra escrita por 101% da população brasileira? No mínimo, os que elaboram os dicionários estão bem equivocados. Se a maior parte da população escreve “mussarela”, por que então não incluí-la em seus dicionários? A opção de escrevê-la com “ss” seria uma a mais; dessa forma, teríamos quatro opções: muçarela, mozarela, muzarela e mussarela. Simples assim! Se existem três outras opções, por que não incluir a que realmente usamos? E não me digam: “Ah, porque a língua é assim!” Não, não é. A língua é “mussarela”, porque nós (o povo - quem faz a língua) escrevemos mussarela. E não é o povo que alguns podem pensar... São todos: garis, professores, professores universitários, advogados, médicos, secretários, bombeiros etc.